Entenda como Evitar os Custos Ociosos na sua Empresa

Artigo escrito por Airton Martins – Consultor da BMC Consultoria

Em economia, custos ociosos, custos afundados ou custos incorridos (stranded cost), são recursos empregados na construção de ativos que, uma vez realizados, não podem ser recuperados ou revertidos em qualquer grau significante.

Neste artigo, você irá entender como evitar os custos ociosos na sua empresa. Boa leitura.

Efeito Custo Afundado

De acordo com (Bazzerman; Moore, 2010), ao tomar decisões, as pessoas contam com diversas estratégias, chamadas heurísticas, que são utilizadas para enfrentar ambientes complexos em torno de suas escolhas.

Quando é preciso fazer escolhas baseadas em decisões anteriores, as pessoas que já se comprometeram com um curso de ação particular, tendem a continuar no caminho iniciado, passando por um processo chamado “escalada de comprometimento” (STAW, 1976). Um dos determinantes que causam esse viés são os custos afundados presentes no curso de ação (THALER, 1980). Esse argumento pode ser explicado pela aversão à perda, demonstrada pela Teoria da Perspectiva (KAHNEMAN; TVERSKY, 1979).

A tendência de continuar um curso de ação em que já se tenha investido trabalho, tempo ou dinheiro, em vez de optar por um novo caminho foi denominada por Arkes e Blumer (1985) como “Efeito Custo Afundado”.

Entenda o que é Custo Ocioso

O conceito de custos ociosos ou afundados é realmente interessante e pode ser aplicado a inúmeros casos e, se nos atermos a isso, pode ajudar muito na tomada de decisão. A ideia não é ignorar esses custos e sim servir como componente para tomada de decisão, pois se pode entender que nenhuma empresa deve ignorar que existem custos ociosos, principalmente na área produtiva das indústrias.

Ao se deparar com uma decisão que envolva custos passados, em que os custos ociosos foram identificados, deve-se pensar se é, ou como será possível recuperar esses custos. Se isso não for viável, inicia-se a forma de pensar e falar sobre stranded cost, (custos ociosos).

Em uma indústria, o acúmulo de custos de produção ociosos que se acumulam contabilmente na conta estoques (Decreto nº 9.580 22 de dezembro de 2018) podem resultar em consequências catastróficas. A ausência de planejamento e da gestão de custos, levam os gestores a identificar esses custos ociosos pelo retrovisor e adiar decisões fundamentais, como por exemplo, adiar a demissão de um funcionário que a empresa levou um tempo significativo no seu treinamento. Continuar pensando em ganhos futuros significa ignorar os custos ociosos já gastos.

Veja um exemplo de Custos Ociosos (stranded cost):

Quando uma empresa elabora o preço de venda de um produto, de uma maneira geral, em sua base de cálculo, tem-se os custos das matérias-primas que compõe este produto e custos com mão-de-obra direta (Custeio Direto ou Variável). Neste sentido, cabe uma pergunta: Quanto deste custo com mão-de-obra direta, foi vendido pela empresa?

Percebe-se nos gráficos a seguir, representados pelas Figuras 1, 2, 3 e 4, quais os valores dos custos de produção mensais e quanto desses custos foram vendidos e qual o total dos custos ociosos (stranded cost) acabaram na conta estoques.

Figura 1 – Custos de Produção

 

Figura 2 – Custos Vendidos

 

Figura 3 – Ociosidade

 

Figura 4 – Custos Afundados 2019

 

Proceda de forma racional

A escalada de comprometimento é um fenômeno psicológico e cultural que pode trazer consequências negativas para as empresas, principalmente, no que tange a utilização de recursos de produção em produtos e serviços obsoletos e, portanto, sem potencial de mercado.

Percebe-se que algumas pessoas estão presas a negócios e produtos que só trazem prejuízos e por excesso de confiança e desconhecimento da Gestão de Custos ou até mesmo teimosia, fazem com que se invista cada vez mais em algo que possivelmente não tenha futuro.

De acordo com o que foi mencionado, é preciso ter muito claro as razões para continuar ou parar. Isso pode gerar desconforto, mas agir de forma racional significa não ignorar os custos ociosos (stranded cost).

Ainda ficou com dúvidas? Saiba mais sobre custo de ociosidade.

E-book - Guia prático sobre planejamento de vendas - Clique para baixar

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Fazemos parte do movimento #OpenWeStand

X
como exportar - pessoa conferindo dados em uma prancheta. Ao fundo, caixas de papelãomodelo de negócio - homem sentado utilizando um dispositivo eletrônico, com um escritório moderno ao fundo