CPV, CMV e CSV: quais as diferenças entre esses indicadores?

Como saber se o negócio vai bem? Somente o volume de vendas não é o suficiente para analisar o andamento da sua empresa, pois há negócios que faturam, mas não lucram. Por isso, o acompanhamento de indicadores deve fazer parte da sua gestão. Entre os mais importantes destacamos o CPV, o CMV e o CSV.

Para uma boa gestão financeira e de processos, você precisa ter informações que vão além do seu faturamento. Por meio do Custo dos Produtos Vendidos (CPV), por exemplo, você saberá se tem lucro com as suas mercadorias ou se precisa revisar os seus preços.

Esse é um tema que ainda gera algumas dúvidas, por isso resolvemos elaborar este post. Continue a leitura e confira o que são e como calcular o CPV, o CMV e o CSV, além de compreender a importância desses dados para a saúde da sua empresa. Acompanhe.

O que é CPV?

O CPV é o Custo dos Produtos Vendidos. Esse é um indicador que mensura se as despesas que você tem com uma mercadoria ainda dão lucro nas vendas. Esse é um dado primário que permite fazer uma gestão de preços e de lucro da maneira adequada.

Além disso, as informações do CPV também podem ajudar a identificar se as despesas ou custos associados ao seu produto estão muito elevados, revelando a necessidade de rever processos para reduzir custos.

Portanto, esse é um indicador que demonstra tanto o dinheiro que está entrando no caixa com as suas mercadorias quanto o que está saindo. Afinal, números não podem ser avaliados de maneira isolada. A fórmula do CPV é:

CPV = EI + (In + MO + GGF) – EF.

Para o cálculo considere:

  • EI: o estoque inicial;
  • In: os insumos necessários para produção, como embalagem e matéria-prima;
  • MO: a mão de obra diretamente associada à produção das mercadorias;
  • GGF: os gastos gerais, como energia e aluguel.
  • EF: o estoque final.

Para exemplificar, imagine o seguinte cenário:

  • EI: R$120.000,00;
  • In: R$60.000,00;
  • MO: R$20.000,00;
  • GGF: 30.000,00;
  • EF: 12.000,00.

O cálculo seria:

CPV = 120.000 + (60.000 + 20.000 + 30.000) – 12.000.

Portanto, o Custo dos Produtos Vendidos no período avaliado é de R$218.000,00.

O que é CMV?

O Custo da Mercadoria Vendida é um indicador que mensura os valores envolvidos na comercialização de produtos. Então, não é a mesma coisa que o CPV? Na verdade, não. O CMV avalia as mercadorias adquiridas para revenda e não aquelas produzidas na sua empresa — em lojas de móveis isso é muito comum.

Dessa forma, é como se a sua empresa comprasse produtos diretamente da fábrica somente para comercializá-los. O cálculo é feito da seguinte maneira: CMV = estoque inicial + compras feitas – estoque final.

Imagine que, no período avaliado, você tenha um estoque inicial de R$ 40 mil, na segunda quinzena, fez uma compra de mais mercadorias, que somaram R$12 mil. Com as vendas, restaram R$8 mil de estoque final. Portanto, o seu CMV seria de R$44 mil.

O que é CSV?

Outro indicador importante — mas que gera dúvidas — é o Custo dos Serviços Vendidos (CSV). Ele mensura o quanto a sua empresa gasta com a venda de um determinado serviço. Na marcenaria, por exemplo, pode ser um serviço de montagem ou de planejamento de móveis sob medida.

Para calcular o CSV a fórmula é:

CSV= Sin + (MO + GDS + GIS) – Sfi.

Para o cálculo, considere:

  • Sin: saldo inicial dos serviços em andamento — R$10 mil;
  • MO: mão de obra direta para o serviço — R$22 mil;
  • GDS: gastos diretos com o serviço — R$6 mil;
  • GIS: gastos indiretos — R$4 mil
  • Sfi: saldo final dos serviços em andamento — R$30 mil.

No período em questão, o seu Custo dos Serviços Vendidos seria de R$12 mil.

Qual a diferença entre CPV, CMV e CSV?

Não é incomum que os gestores confundam ou tratem esses três indicadores como sinônimos. Porém, como você pôde perceber, eles avaliam custos e processos diferentes. Para que entenda melhor, descreveremos diferença entre CPV, CMV e CSV:

  • o CPV mensura somente os custos dos bens produzidos na sua empresa;
  • o CMV corresponde ao custo que o seu negócio tem na compra de mercadorias para revenda;
  • o CSV é utilizado para avaliar os custos da sua prestação de serviços.

Como um software ERP pode ajudar a acompanhar esses indicadores?

Apesar de diferentes, esses três indicadores são importantes para gerir melhor o seu negócio. Para que tenha uma ideia, a má gestão é uma das principais causas de falência das empresas brasileiras, segundo o Sebrae.

Para ter processos alinhados e um negócio saudável, é importante que esses e outros indicadores sejam avaliados em conjunto, e não isoladamente. Além disso, os dados encontrados por meio do CPV, CMV e CSV precisam ser cruzados com outros dados financeiros, como o seu faturamento e capital de giro.

Para fazer isso e acompanhar esses números é necessário ter um fluxo de caixa atualizado e informações em tempo real. Afinal, dados errados nos cálculos desses indicadores revelarão custos e despesas incorretas e desatualizadas, sendo que é exatamente aí que um ERP faz toda a diferença.

Benefícios de um sistema de gestão

Com softwares ERP, além de integrar todas as informações dos setores, você automatiza processos e tem informações e dados atualizados. Para isso, é necessário contar com softwares que estejam alinhados ao seu tipo de negócio, que ofereçam uma boa gama de módulos para ajudar no gerenciamento da sua empresa e, principalmente, que sejam em nuvem. Assim, você reduz custos com armazenamento e garante mais acessibilidade e segurança aos seus dados e informações.

O FoccoERP é um sistema que permite o controle e planejamento de todo o ciclo da sua empresa, desde as atividades operacionais e de produção até setores administrativos e comerciais. Assim, você terá melhoras significativas não somente na gestão financeira, mas também na apuração de informações e qualidade das matérias-primas.

Essa é uma maneira eficiente de acompanhar todas as informações que circulam dentro do seu negócio, para que nada passe despercebido pela sua gestão.

O CPV, CMV e CSV são indicadores que revelam se você tem tido lucro ou prejuízo com as suas atividades. Para acompanhá-los, é importante contar com tecnologias que forneçam informações atualizadas, que permitam fazer o cruzamento com outros setores e dados, como o faturamento e inventários do seu estoque.

Precisa melhorar o seu acompanhamento de indicadores? Entre em contato conosco e veja como o FoccoERP pode resolver os seus problemas.

E-book - Guia prático sobre planejamento de vendas - Clique para baixar

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Fazemos parte do movimento #OpenWeStand

X
processos logísticos - mulher analisando dados em um tablet no meio de um galpão logísticorepresentante comercial - dois homens de negócio dando um aperto de mãos em um escritório