Por que fazer implantação de sistemas ERP na indústria de móveis?

A indústria 4.0 está mudando rapidamente a realidade das indústrias moveleiras. Definir o momento ideal para a implantação de sistemas ERP é imprescindível para criar um ambiente de trabalho flexível, integrado e com alta performance é algo crucial.

As empresas devem responder rapidamente às demandas do mercado para manterem-se competitivas, aperfeiçoando constantemente suas rotinas e estratégias a partir da análise de dados.

Para tornar tudo isso possível, existe uma série de tecnologias que podem (e devem) ser utilizadas. A Internet das Coisas (IoT), por exemplo, gera um ambiente mais automatizado e conectado. Já o Big Data amplia a capacidade dos analistas de identificar tendências, tornando a análise de informações mais eficaz e precisa.

Ao mesmo tempo, a computação na nuvem deu mais mobilidade aos profissionais. Além de oferecer serviços mais escaláveis e baratos, os negócios conseguem utilizar suas ferramentas em qualquer lugar. Assim, ganha-se agilidade e competitividade na prestação de serviços.

Há ainda a possibilidade de utilizar um sistema de gestão integrada (também conhecido como ERP). Em resumo, esses softwares são capazes de integrar os diversos dados e processos da empresa em um único lugar. Dessa forma, ele atua como um “hub” de informações críticas para o negócio. E unifica diferentes setores e torna o acesso a informações valiosas mais rápido e confiável.

Atualmente, muito se fala na implantação de sistemas ERP para a indústria moveleira, mas quais são seus verdadeiros benefícios? Como o uso desse sistema pode ajudar o seu negócio a atingir os objetivos esperados no médio e longo prazo?

Para responder a essas e outras perguntas, criamos este conteúdo especialmente para você! A seguir, você vai descobrir os principais benefícios da implantação de sistemas ERP no segmento de móveis. Acompanhe!

implantação erp

As vantagens de implementar um ERP para a indústria moveleira

Separamos alguns benefícios de fazer a implantação de um ERP na sua fábrica. Continue lendo!

Proporciona controle de produção e qualidade

Uma indústria deve ser o mais produtiva possível, mas sem perder de vista a qualidade. Quando esses dois pontos estão alinhados, é possível desenvolver um grande diferencial competitivo. Para tanto, é preciso saber como controlar a produção e a qualidade de forma contínua.

Nesse sentido, existem muitas funcionalidades que tornam o uso do sistema ERP ideal. Com ele, é possível contar com uma integração maior da cadeia de suprimento (fornecedor, fábrica, loja etc), controlar os níveis de estoque e até adequar a fábrica aos padrões da ISO (Organização Internacional de Normalização).

Com essas vantagens, a companhia pode atuar de maneira estratégica para ter sempre um controle elevado sobre a cadeia de produção e sobre a maneira como as rotinas internas afetam fatores como a produtividade. Um controle de estoque mais eficaz, por exemplo, permite que o negócio mantenha-se dentro dos prazos de entrega, evitando prejuízos.

Já o armazenamento confiável de dados sobre todos os setores amplia a capacidade do gestor rastrear falhas internas. Analisando continuamente os dados de produção, as melhorias serão precisas e de alto impacto.

Diminui desperdícios e custos operacionais

A lucratividade é um dos maiores indicadores de sucesso das empresas em geral. Se um empreendimento não for lucrativo, não há razão para existir. Isso não depende apenas do quanto se vende, mas também do quanto se elimina de refugo de materiais e custos operacionais. É preciso ter uma indústria enxuta!

Isso é um fator chave especialmente em um momento de crise econômica. Reduzindo custos, o negócio pode manter o seu staff e continuar a ser competitivo. Nesse contexto, o sistema de gestão integrada garante que os custos da companhia sejam mais bem gerenciados, inclusive auxiliando na análise dos preços e no mapeamento dos custos. Ele também permite que as operações tenham mais eficiência, promovendo o sequenciamento e o controle da produção.

Três itens ampliam a capacidade do gestor avaliar como recursos internos são utilizados:

– centralização de dados relacionados ao custo de matéria prima;

– valor de venda de serviços e produtos;

– criação de um histórico de longo prazo dessas informações.

A companhia poderá, com a implantação de um ERP, comparar se a entrada de matérias-primas é compatível com a entrega de produtos ao consumidor. Assim, desperdícios serão identificados facilmente.

Permite uma precificação coerente com a produção

A saída dos produtos depende diretamente da correta formação e administração dos seus preços. Contudo, esse é um processo complexo, especialmente quando depende de planilhas de Excel, que tornam todo o trabalho mais demorado. Por isso, é preciso otimizar essa atividade.

Contar com um sistema ERP é fundamental para possibilitar a análise de custos e a formação de preços estratégicos para a venda. Ele também possibilita a geração de gráficos e relatórios para subsidiar tomadas de decisões e manter o gestor sempre informado. Ambos os processos serão feitos com alta precisão e agilidade, uma vez que o número de erros em um ERP é menor. Com tais dados em mãos, os gestores podem garantir o melhor preço para os seus produtos, tornando o negócio mais competitivo.

Vale destacar também que a precificação se torna mais estratégica a partir do momento em que a empresa ganha a capacidade de avaliar o melhor momento para colocar os seus produtos em promoção.

Por meio do histórico de vendas e com um controle de estoque bem feito com o auxílio de um ERP para a indústria moveleira, as equipes saberão quais são os momentos em que determinado produto é muito ou pouco demandado pelo mercado. Através dessas informações, o gestor poderá criar promoções que impulsionam as vendas desses itens.

Melhora o relacionamento com clientes e fornecedores

Uma empresa deve saber se relacionar de forma eficiente com seus stakeholders, especialmente seus clientes e fornecedores. Ao fazer isso, é possível criar vínculos fortes, aumentar seu poder de barganha e manter todas as partes satisfeitas. E uma vez que a fidelização seja elevada, a companhia poderá manter as suas relações comerciais mesmo quando falhas ocorrerem.

O ERP permite que muitas informações dos clientes sejam disponibilizadas para as áreas de interesse, como SAC ou televendas. Ele também garante uma melhor avaliação dos fornecedores, a gestão dos contratos e o intercâmbio de informações desejadas. Tais dados serão cruciais para que os times de apoio e vendas consigam manter clientes e parceiros comerciais fidelizados.

O SAC, por exemplo, terá mais agilidade para identificar quais os produtos que um cliente comprou ao receber um atendimento. Treinamentos serão realizados com foco em um produto que foi mais vendido nos meses anteriores. Isso aumenta a capacidade dos profissionais da área estarem sempre prontos para lidarem com as suas demandas.

Ao mesmo tempo, o time de vendas conhecerá melhor quais são os principais produtos escolhidos pelos seus clientes. Isso tornará as estratégias de relacionamento mais eficazes, uma vez que esse fator influencia diretamente na categorização do público alvo do negócio.

Atua de forma estratégica com a implementação de sistemas ERP

Por conta da alta competitividade do mercado, é crucial que uma empresa do setor moveleiro saiba atuar de forma estratégica. Assim, é possível se destacar da concorrência, tomar decisões acertadas e garantir sua sobrevivência no longo prazo.

Nesse sentido, o sistema de gestão integrada permite que o gestor tenha acesso a uma série de dados e informações relevantes para tomar decisões estratégicas, ágeis e eficazes. Esses dados podem ser transformados em indicadores-chave de desempenho (KPIs) e balizar o crescimento do negócio.

No momento de realizar um novo investimento, por exemplo, a empresa pode identificar quais são os pontos que necessitam de maiores melhorias. Assim, medidas são aplicadas nos pontos certos, criando um grande ciclo de inovações.

Integra os setores da indústria

A integração operacional é um fator chave para dar ao negócio mais capacidade de atender as demandas de mercado. Quando ela ocorre, a empresa consegue encontrar a resolução de problemas rapidamente. Além disso, a inovação aumenta quando todos colaboram mais para chegar nos resultados esperados.

A criação de um cenário em que todos atuem de maneira integrada é feita principalmente a partir do investimento em processos e ferramentas que contribuem para a troca eficaz de informações entre os profissionais de diferentes áreas. Nesse sentido, o sistema de gestão para a rede moveleira pode ter um papel indispensável.

Como ele centraliza o acesso a dados de todo o negócio, os profissionais conseguem encontrar as informações necessárias para o seu dia a dia rapidamente. E não só isso: as chances de erros ao trocar registros será muito menor, agilizando rotinas e melhorando a performance geral de todas as áreas.

Um time de vendas, por exemplo, conseguirá consultar rapidamente os estoques para verificar produtos que estão com o nível de vendas baixo. Assim, as campanhas de marketing serão capazes de reduzir de maneira mais eficaz os níveis do estoque, evitando desperdício de mercadorias.

Melhora a gestão de indicadores

O uso de indicadores de desempenho é apontado por muitas empresas como uma forma de eliminar falhas e encontrar problemas rapidamente. Para que isso seja feito com alta precisão, o gestor deve contar com as ferramentas corretas para identificar e monitorar todo o funcionamento do negócio.

Nesse sentido, o ERP para a indústria moveleira pode ser visto como uma solução inteligente. Ele contribuirá para a criação de um ambiente em que gestores possuem uma visão abrangente sobre todos os aspectos do negócio, permitindo um elevado controle sobre cada KPI criado para auxiliar no monitoramento da performance de processos internos.

Automatiza processos

A automatização de processos contribui para a redução de custos e erros, além de permitir que as empresas atinjam suas metas mais rápido — e uma das melhores formas de atingir esse objetivo é investindo em softwares inteligentes e de alta performance. Dessa forma, processos serão executados automaticamente, sem a interferência humana ou erros causados por má gerencia de dados.

Um sistema ERP para a indústria moveleira contribui para o aumento do nível de automação interno. Com ele, a companhia pode automatizar a transferência de informações entre setores, criar gatilhos para execução de rotinas e diminuir as chances de erros ocorrerem. Por meio de uma cadeia operacional mais eficaz, todos poderão direcionar as suas atenções para rotinas relacionadas ao core business do negócio.

Fornece informações precisas para embasar tomadas de decisão

Os processos de tomada de decisão são críticos para o sucesso da companhia. Quando bem executados, eles auxiliarão a empresa a lucrar mais, aumentando sua capacidade de realizar negócios. Porém, uma decisão só é eficaz se o gestor possui dados confiáveis para atuar.

Nesse sentido, o ERP para a indústria moveleira possui um papel fundamental. Graças a ele, profissionais conseguirão verificar, em tempo real, registros internos, dados sobre vendas e outros fatores que influenciam nas decisões tomadas diariamente para definir o futuro do negócio.

implantação erp

Quais funcionalidades um ERP para a indústria moveleira deve ter

O ERP para a indústria moveleira é uma ferramenta de negócios que auxilia o empreendimento a ter uma rotina mais adaptada às necessidades de seus clientes, melhora o fluxo de informações internas e a gestão de projetos. Quando bem implementado, ele se torna uma solução estratégica, dando ao gestor as informações necessárias para que toda a cadeia operacional seja otimizada continuamente.

Porém, para que a implantação de ERP seja feita com sucesso, o gestor deve conhecer os principais módulos de um sistema de gestão integrada. Dessa forma, a companhia poderá aproveitar todos os recursos disponíveis da melhor maneira possível. Em geral, esse tipo de software é dividido em módulos com funções específicas, conectadas através de APIs e outros recursos para troca de dados.

Confira abaixo alguns módulos tradicionais:

Módulo financeiro

Esse módulo contém todas as informações relacionadas ao fluxo de caixa do negócio. Informações como as contas a pagar e a receber são centralizadas nessa área. Assim, gestores conseguem controlar com precisão a rotina de pagamentos do empreendimento, evitando prejuízos.

O módulo financeiro é essencial para a saúde do negócio. É por meio dele que a companhia consegue avaliar o momento ideal para realizar investimentos, prevendo as movimentações financeiras futuras e preparando-se para momentos de retração. Dessa forma, a empresa terá mais sucesso ao realizar negócios, contando com uma estrutura orçamentária transparente.

Módulo contábil

O módulo contábil é responsável por todos os dados de contabilidade do negócio. Informações relacionadas ao controle de caixa, cálculos trabalhistas e controles bancários estão inseridos nessa área. A companhia deve estar atenta à maneira como esse módulo está estruturado, uma vez que uma boa rotina contábil impacta positivamente nas políticas de compliance e tributárias.

Módulo de vendas

O módulo de vendas é fundamental para que o negócio tenha processos de venda mais eficazes e inteligentes. Nele, são salvas todas as informações relacionadas à venda de mercadorias e serviços, como o nome de vendedores e o histórico de transações efetuadas. Com esses dados, a companhia pode avaliar o sucesso das suas estratégias de marketing, identificar produtos de sucesso e, assim, criar promoções com maior retorno.

Módulo de suprimentos

No módulo de suprimentos, o empreendimento terá acesso a informações sobre a aquisição de todas as matérias primas utilizadas para manter a cadeia operacional ativa. Isso inclui rotinas como as de controle de estoque e gestão de materiais.

Um bom módulo de compras auxilia o negócio a evitar desperdícios e a ter um melhor controle sobre os seus gastos. O empreendimento poderá identificar materiais que estão em falta e avaliar como os recursos são utilizados. Assim, o controle financeiro será otimizado e a companhia sempre terá uma boa capacidade de realizar novos investimentos.

Módulo logístico

No módulo de logística, estão armazenados dados sobre a entrega de produtos. Ele está diretamente integrado ao módulo de vendas, dando ao negócio uma maior capacidade de evitar atrasos nos processos de pós-vendas. Além disso, no longo prazo esse módulo facilita a criação de rotinas de entrega de mercadorias mais eficazes e precisas.

implantação erp

Como escolher um ERP para a indústria moveleira

Diante do seu papel estratégico, a empresa que investe em um ERP para a indústria moveleira deve realizar um planejamento prévio e uma boa pesquisa de mercado. Isso evitará o investimento em uma solução que não está alinhada às necessidades do negócio. Além disso, a adaptação ao novo sistema será mais rápida, potencializando o retorno sobre o investimento.

Veja abaixo alguns fatores a se considerar na hora de investir na implantação de um sistema ERP para a indústria moveleira:

Avalie o suporte técnico fornecido pelo desenvolvedor

O suporte técnico é necessário para que o novo sistema seja bem integrado ao dia a dia do empreendimento. Com o trabalho dessa área, profissionais podem superar falhas rapidamente, além de eliminar eventuais dúvidas sobre o uso do software e permitir que todos consigam sempre aproveitar os melhores recursos do software.

Ao investir em um sistema de gestão para a indústria moveleira, portanto, não deixe de avaliar como é prestado o suporte ao usuário. Levante informações sobre a disponibilidade desse serviço, os canais de comunicação e a sua capacidade técnica. Não se esqueça ainda de verificar se há uma documentação de fácil acesso, com uma boa descrição dos principais procedimentos de correção de bugs e falhas — ela será útil nos momentos em que o negócio não conseguir um acesso direto ao time de suporte.

Levante dados sobre quais são as necessidades do seu negócio

O sistema ERP para a indústria moveleira é uma ferramenta versátil. Por meio dele, o negócio consegue realizar uma série de rotinas administrativas, fiscais e comerciais. Diante disso, a empresa deve saber exatamente como tal solução poderá contribuir para o sucesso do negócio.

Antes de investir em um software de gestão integrada, faça um levantamento das necessidades e metas de médio e longo prazo de todos os setores que serão impactados por essa ferramenta. Identifique quais procedimentos podem ser otimizados, como cada área será afetada e demais fatores que são influenciados por um sistema ERP.

Esses dados serão utilizados para orientar gestores a escolher um ERP com funções que estão diretamente ligadas às necessidades do negócio. Assim, não só a integração do software será feita em prazos menores, mas o número de erros será reduzido. Consequentemente, o retorno sobre o investimento é ampliado e todos poderão fazer um uso mais eficaz dos recursos disponíveis.

Verifique a segurança de dados

A segurança digital é um aspecto cada vez mais importante para o dia a dia de uma empresa. Conforme o número de ameaças digitais foi ampliado, as companhias passaram a lidar com um risco maior diariamente. Ao mesmo tempo, gestores de TI são pressionados a escolher ferramentas capazes de manter dados sigilosos a salvo de malwares e técnicas de roubo de informações.

O sistema ERP para a indústria moveleira permite a integração de dados do negócio. Fator que o torna um alvo central de malwares e demais ameaças voltadas para a captura de registros estratégicos. Portanto, a empresa deve sempre prezar por uma solução com um bom background de segurança digital.

Para reduzir as chances de um ataque ocorrer, informe-se sobre quais são as medidas tomadas pelo desenvolvedor de software. Rotinas de backup, controle de acesso a dados e eliminação de vulnerabilidades possuem um papel chave nesse sentido. Além disso, o suporte a atualizações e correções de falhas de segurança também deve ser verificado. É por meio dele que o software tem correções ao seu código-fonte aplicadas, diminuindo a exposição do usuário a qualquer tipo de problema.

Busque um sistema alinhado às necessidades do seu negócio

Assim como o levantamento das necessidades do empreendimento, buscar por um desenvolvedor que esteja alinhado com os objetivos do seu negócio é fundamental para que a empresa tenha um alto retorno sobre o seu investimento. Atentando-se a esse detalhe, o gestor evita o desperdício de recursos e a aquisição de um software que, no longo prazo, trará problemas para a companhia.

Identifique como a empresa que desenvolveu o ERP para a indústria moveleira pode moldar os seus serviços de acordo com o perfil do seu negócio. Avalie a experiência do empreendimento na sua área de atuação e, se possível, converse com outros clientes. Dessa forma, você conseguirá escolher um sistema eficiente e bem preparado para lidar com os desafios diários do seu setor.

Essas são apenas algumas das vantagens relacionadas ao assunto, mas ainda existem muitas outras. Ao investir na implantação é possível tornar a empresa muito mais eficiente, sustentável e atraente para futuros investimentos. Todas as rotinas serão impactadas por terem como base dados mais confiáveis e íntegros.

No longo prazo, o ERP para a indústria moveleira deve ser visto como um investimento estratégico. A sua capacidade de reduzir erros e gerar um ambiente  de trabalho mais integrado contribui para uma elevação da inovação interna e a prestação de serviços com maior qualidade.

Como realizar a implantação de sistemas ERP?

Tão importante quanto entender os módulos de um ERP, conhecer suas vantagens e, é claro, ter a iniciativa de contar com esse tipo de solução na sua empresa, é saber exatamente como implementar os novos processos e tecnologias no seu negócio. Afinal, os sistemas trazem muitas mudanças para a organização.

É justamente por isso que resolvemos terminar o nosso post mostrando um passo a passo sobre a implantação de sistemas ERP na indústria de móveis. Você vai descobrir a importância de preparar sua equipe, coletar dados, elaborar processos integrados e definir métricas. Confira tudo o que precisa saber a seguir!

Preparação da equipe

O primeiro passo sobre a implantação de sistemas ERP em uma empresa de móveis é a preparação da equipe. Afinal, muitos processos se tornarão diferentes depois que os novos softwares estiverem em operação. Portanto, o time precisa de qualificação e, mais importante ainda, precisa ser avisado com antecedência das mudanças.

O próprio fornecedor do novo sistema ERP pode ajudá-lo com essa tarefa, oferecendo treinamentos para o uso da ferramenta. Além disso, é recomendável elucidar sua importância para a equipe, o que é fundamental para que essa transição seja ainda mais facilitada.

Para concluir essa parte, é fundamental lembrarmos, ainda, que você precisa criar uma cultura que tenha relação com a automação de processos, desde os gerentes até os colaboradores — todos precisam ter consciência da importância desse tipo de solução.

Coleta e migração de dados durante a implantação do ERP

Outra fase importante durante o projeto de implantação de ERP é a coleta e migração de dados. Afinal, sua empresa já dispõe de informações relevantes espalhadas pelos sistemas antigos, e todas devem ser armazenadas de maneira apropriada no seu ERP.

Como você já sabe, uma das principais funções de um ERP é centralizar os dados do negócio, evitando ruídos de comunicação, retrabalho ou tempo desperdiçado. Por isso, é importante que você faça uma coleta completa para garantir essa integração.

Cada departamento deve ser considerado, evitando que fragmentos de informação fiquem espalhados.

Elaboração de processos mais integrados

Sabe a forma como a rotina da sua empresa funciona hoje? Esqueça. É chegado o momento de integrar e otimizar todos os processos internos. Por isso, ao adotar um ERP, você também está adotando uma nova forma de trabalhar.

O próximo passo é elaborar processos mais integrados. Sua empresa precisa estar alinhada para garantir a produtividade. Outra função do ERP é deixar todos os processos internos mais limpos e sem gargalos de produção. Você pode começar a esquematizar como isso vai acontecer.

Definição de métricas

Para concluir o nosso material de hoje, é importante mencionarmos o papel das métricas em todo o processo de implantação do ERP. Afinal, o sistema vem para promover melhorias na empresa e devemos acompanhar esse progresso para manter a otimização dos processos internos.

Sim, ERP também significa melhoria continua e, nesse sentido, as métricas são verdadeiras protagonistas. Elas funcionam como um verdadeiro termômetro do desempenho do seu negócio e, por isso, devemos sempre utilizá-las para melhorar a tomada de decisão.

Gostou do nosso post de hoje sobre implantação de sistemas ERP? Então entre em contato conosco e conheça todas as nossas soluções nessa área!

Planejamento de orçamento empresarial

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

indicadores de produtividadeaumentar-as-vendas